Madeira Startup Retreat: aliar o turismo ao empreendedorismo num “retiro espiritual”

0

Ganhar experiência, gerar ideias inovadoras e dinamizar a área do turismo na Madeira são os objetivos deste projeto, que já tem uma segunda edição prevista para 2019.

O Madeira Startup Retreat resulta de uma parceria entre a Startup Madeira e a Nova’s School of Business and Economics (NOVA SBE), reunindo várias startups da área do turismo e das novas tecnologias na ilha da Madeira, durante 8 semanas. A primeira edição do retiro, que decorreu de 15 de janeiro a 16 de março de 2018, permitiu que nove pequenas empresas internacionais desenvolvessem os seus projetos na ilha, com o auxílio de mentores especializados.

“A ideia deste projeto nasceu no início do ano passado, resultado de um desafio lançado pelo Governo Regional da Madeira”, explicou Carlos Soares Lopes, CEO da Startup Madeira e um dos criadores da iniciativa, juntamente com Miguel Muñoz Duarte, chefe do NOVA SBE’s Venture Lab. A ideia inicial era “aliar um ecossistema turístico maduro a novas tecnologias”, continuou Carlos Lopes. E foi a partir daí que tudo se desenvolveu.

Lançada a 24 de outubro de 2017, na Universidade da Madeira, a iniciativa teve grande afluência e, até 30 de novembro, recebeu 61 inscrições para a primeira edição, de 25 países diferentes. Porém, foram apenas nove as startups que chegaram à ilha da Madeira no dia 15 de janeiro de 2018. Neste arquipélago, passaram os dois meses seguintes num “laboratório vivo”, a trabalhar e a partilhar experiências com empreendedores madeirenses, fundadores de startups bem sucedidas e mentores especializados da Nova SBE.

“O balanço é muito positivo”, declarou Carlos Soares Lopes, acrescentando que os “investidores, parceiros, grupos hoteleiros, aeroportos, portos e empresas de transportes e de animação turística [também] contribuíram para o sucesso deste projeto inovador.”

“As startups vieram de oito países: Rússia, Macedónia, Reino Unido, Itália, Índia, Holanda e Áustria”, afirmou o fundador do Madeira Startup Retreat. Os empreendedores tiveram o acompanhamento de nove local hosts, “madeirenses que acompanharam de perto e apresentaram a cultura madeirense às equipas”, uma vez que a maioria nunca tinha visitado esta ilha anteriormente.

Além disso, “durante este período, as startups aproveitaram para desenvolver os seus negócios, desta vez juntamente com os empresários e clientes madeirenses”, revelou o CEO da Startup Madeira.

Mais networking, melhores ideias

Segundo Yeşer Sarıyıldız, co-fundadora da Life Pinner, uma das empresas participantes no retiro, “estar com diferentes startups de diferentes nacionalidades dá-te uma diferente perspetiva e aumenta o teu mundo. Além disso, tivemos diferentes perspetivas de mentores, que são de países diferentes e têm experiências diferentes”, referiu a holandesa.

“Discutir com empreendedores portugueses, que partilharam as suas ideias sobre vários aspetos da nossa empresa, resultou numa visão mais aguçada e novas ideias relevantes para o nosso estado de crescimento atual”, afirmou também Tijmen van Dijl, fundador da Room Raccon. “O feedback recebido dos mentores ajudou-me a estreitar o foco do meu negócio, o que deverá tornar mais fácil a penetração no novo nicho de mercado que identificámos”, disse ainda Leopoldo Calabria, CEO da Personal Travels.

O empreendedor italiano ressaltou que “a ajuda mais valiosa que o programa [lhe]proporcionou foi o networking com os mentores, os organizadores, os outros participantes, os local hosts e os empreendedores, os potenciais investidores e os estudantes da Nova.” Tijmen van Dijl apontou igualmente a expansão da sua network internacional como uma das melhores oportunidades que o Madeira Startup Retreat lhe deu.

Para além destas startups, a primeira edição deste programa contou ainda com a participação da Cheeese, Gym Nomad, My Base Camp, Taxidio, Timescenery e When in X.

Segundo a coordenadora de Projeto, Micaela Vieira, a organização da segunda edição, marcada para 2019, já está em andamento.

Partilhe.

Sobre o/a autor/a

Envie uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.