Paulo Conceição bate recorde nacional de salto em altura

0

O estudante da FCT/NOVA passou a fasquia a 2,24 metros e tornou-se o melhor atleta português de sempre nesta disciplina.

Paulo Conceição, estudante do Mestrado Integrado em Engenharia Informática da FCT/NOVA e atleta do SL Benfica, bateu o recorde nacional absoluto de salto em altura no dia 6 de março, no decorrer do Campeonato Nacional de Clubes em pista coberta, em Pombal.

“Os 2,24 metros surpreenderam-me, não os esperava já em pista coberta, tanto mais que, devido ao espaço do pavilhão, só posso fazer seis passadas de balanço”, afirmou Paulo Conceição, em declarações ao jornal Record, depois de ficar a 20 centímetros de passar por cima de uma baliza de futebol.

Paulo Gonçalves era o anterior detentor do recorde de pista coberta, com 2,21 metros, desde 2008. O recorde absoluto tinha sido estabelecido ao ar livre por Rafael Gonçalves, em 2007, com 2,23 metros.

Paulo Conceição, 22 anos, é também recordista nacional universitário de pista coberta, com 2,16 metros, e ar livre, com 2,10 metros. O seu próximo objetivo é passar a fasquia a 2,26 metros para estar no Campeonato da Europa de Atletismo que terá lugar em julho deste ano em Amesterdão (Holanda). “E, entretanto, chegarei, espero, aos 2,29 metros do mínimo olímpico“, disse em declarações ao mesmo jornal.

Conciliar rendimento desportivo elevado e estudos

“É complicado. Para alcançar os melhores resultados desportivos e as melhores notas são precisas muitas horas. É uma questão de organização e é preciso muita força de vontade para conciliar tudo”, desabafou o atleta. “Optei por fazer menos cadeiras de modo a conseguir praticar atletismo e dedicar-me aos estudos a 100%.”

Mas Paulo Conceição não está sozinho nesta batalha: “estou no projeto Benfica Olímpico do qual faz parte uma vasta equipa (nutrição, psicologia, fisioterapia, entre outros), o que me faz render ao máximo”. No contexto das competições nacionais universitárias, o atleta reconhece também o apoio da NOVA no transporte, na alimentação e na disponibilização do treinador da universidade, Paulo Barrigana.

“A secção de desporto pediu o pagamento parcial de propinas para atletas recordistas universitários. A aceitação desse pedido seria uma mais-valia”, afirma Paulo Conceição

Foi para apoiar os alunos que se dividem entre estudos e treinos desportivos que a Universidade Nova de Lisboa aprovou, em 2014, o estatuto de “Atleta Estudante”. Atualmente existem 178 alunos com este estatuto que permite, por exemplo, marcar datas alternativas para avaliações, caso uma competição impeça o atleta de comparecer na data inicialmente agendada. “Tenho o privilégio de ter acesso à época especial de exames, o que me permite gerir melhor o tempo”, sublinha.

No entanto, pode haver alunos a estar abrangidos sem saber e outros a perder o estatuto brevemente, uma vez que “a lista disponível online está desatualizada”, de acordo com Paulo Silva, coordenador do Gabinete de Desporto da NOVA.

“A secção de desporto pediu o pagamento parcial de propinas para atletas recordistas universitários. A aceitação desse pedido seria uma mais-valia, pois estaríamos mais motivados para a prática do desporto universitário bem como para a dedicação aos estudos”, conclui Paulo Conceição.

 

Partilhe.

Sobre o/a autor/a

Desde que me lembro que adoro superar desafios e fazer várias coisas ao mesmo tempo. Sou, por isso, muito enérgica e organizada. Neste momento pratico atletismo e estudo ciências da comunicação para dar continuidade às minhas duas paixões: o desporto e o jornalismo. A minha curiosidade faz-me querer saber cada vez mais e é com o jornalismo que quero conhecer e dar a conhecer o mundo.

Envie uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.