Estudantes de Biologia Celular e Molecular da NOVA são os mais verdes do país

0

As quase 200 árvores plantadas através do projeto FCTrees, que garantiu a vitória dos alunos da NOVA, teve como um dos últimos passos a plantação de espécies em Benfica.

O Núcleo de Biologia Celular e Molecular (NBCM) da FCT NOVA ganhou o desafio NCE+Verde lançado pela ANEBio a todos os núcleos ou conselhos de estudantes (NCE) de biologia do país.

O número de árvores plantadas e de parceiros que cada NCE encontrou, e ainda o número de ações de sensibilização feitas em escolas foram os critérios que pesaram no apuramento do vencedor. O projecto FCTrees do NBCM chegou a estar em segundo lugar, mas conseguiu sagrar-se campeão no dia 21 de março, Dia da Árvore e data em que a ANEBio divulgou os resultados finais.

Apesar do prémio para o primeiro lugar, que corresponde ou a entradas grátis para dois ou três membros do núcleo no Encontro Nacional de Estudantes de Biologia, ou a 20% de comparticipação da AneBio em projetos seus, não foi isto que os levou a concorrer. “Achámos que era preciso. O desenvolvimento sustentável está muito em voga e achámos que tendo em conta o nosso núcleo e os nossos ideais devíamos participar”, explica Adriana Costa, membro do NBCM.

A equipa do NBCM levou a cabo ações de plantação no Monte da Caparica, Sintra e Pedralvas. Em Pedralvas, contaram com o apoio da Junta de Freguesia de Benfica e da Associação de Moradores do Bairro que estiveram com os alunos durante todo o processo. Nas duas plantações feitas em Sintra tiveram a seu lado aqueles que consideram “os seus grandes parceiros”, a associação Plantar uma Árvore, que, para além de lhes ter fornecido a maior parte dos espécimes para plantar, lhes deu formação sobre como fazê-lo. Já nas plantações feitas junto à Residência Universitária da FCT, o FCTrees foi ajudado pelos voluntários através da contribuição de 0,50€ cada, e do pai de um colega que, por ser engenheiro florestal, lhes forneceu as espécies a preço de custo.

As espécies escolhidas pelos alunos de Biologia para a participação no projeto da ANEBio integram-se no ambiente circundante, para não criar divergências entre as espécies plantadas e as já existentes. Neste sentido foram plantados pinheiros, medronheiros, romãzeiras e alecrim em Pedralvas, e sobreiros, zambujeiros e loureiros nas restantes plantações.

Para além destas árvores, as 191 plantações conseguidas em três meses pelos alunos englobam ainda as árvores plantadas por turma aquando das ações de sensibilização feitas em algumas escolas primárias de Almada, que contaram também com palestras e alguns jogos.

O pódio que consagrou o NBCM como o mais verde do país conta com o Núcleo de Biologia do Instituto Superior de Agronomia em segundo lugar e com o Núcleo de Estudantes de Biologia Aplicada do Minho em terceiro lugar.

Partilhe.

Sobre o/a autor/a

Envie uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.