Concurso de fotografia da NOVA termina a 21 de abril

0

A oitava edição do concurso de fotografia da NOVA tem como tema Quotidianos e quem o interpretar melhor pode ganhar 650 euros. 

Termina já nesta quinta-feira, 21 de abril, o prazo de candidaturas ao VIII concurso de fotografia da NOVA, promovido pelos Serviços de Ação Social da Universidade Nova de Lisboa (SASNOVA) e aberto a todos os alunos desta universidade, incluindo estudantes Erasmus e de outros programas de mobilidade. Esta edição é dedicado ao tema Quotidianos e há um prémio monetário de 650 euros para o vencedor.

“Os critérios são a pertinência para o tema a concurso, a qualidade estética e, em último, a qualidade técnica dado que é um concurso estudantil para amadores”, esclarece Margarida Medeiros, professora na FCSH/NOVA e parte integrante da organização. Em média, têm concorrido a cada edição cerca de 450 a 550 trabalhos. Porém, Margarida Medeiros sublinha que  “a escolha acaba sempre por ser feita entre um número muito mais reduzido de trabalhos, cerca de 60, sendo que o restante tem muito pouco interesse, porque as imagens ou são muito estereotipadas ou demasiado subjetivas”.  Acrescenta, no entanto, que o nível tem melhorado ao longo dos anos.

Os interessados poderão apresentar no máximo três fotografias, de acordo com  o regulamento. Além do vencedor, os candidatos que ficarem em segundo e terceiros lugares recebem um prémio monetário de 400 e 200 euros, respetivamente. Poderá haver lugar também a menções honrosas no valor de 100 euros.

 

1º prémio da edição de 2015 (tema “O Homem e a Cidade), de Francisco Coutinho.

1.º prémio da edição de 2015 (tema “O Homem e a Cidade), de Francisco Coutinho.

Francisco Pereira Coutinho, da Nova SBE, foi o  vencedor do ano passado. Afirma ter tomado conhecimento do concurso através de um cartaz exposto na faculdade e como sempre se interessou pela fotografia decidiu arriscar. “Não havia nada a perder”, sublinha. Garante ter gostado bastante do tema e recomenda a participação a todos os seus colegas: “Nunca se sabe o que pode acontecer e é um ótimo pretexto para sair e fotografar. Além disso, o próprio tema ajuda a pessoa a focar-se em algo específico, o que é sempre um desafio interessante”.

Quem ainda precisa de uma inspiração, pode encontrá-la nos trabalhos premiados das edições anteriores.

Partilhe.

Sobre o/a autor/a

Stefanie Wacek

Envie uma resposta

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.