Autores

Informação sobre os autores dos artigos da NOVA Magazine.

 



Desde que me lembro que adoro superar desafios e fazer várias coisas ao mesmo tempo. Sou, por isso, muito enérgica e organizada. Neste momento pratico atletismo e estudo ciências da comunicação para dar continuidade às minhas duas paixões: o desporto e o jornalismo. A minha curiosidade faz-me querer saber cada vez mais e é com o jornalismo que quero conhecer e dar a conhecer o mundo.2 Artigos


Luís Eusébio

Norteia-me a ânsia de conhecer sempre mais, a curiosidade insaciável de quem constantemente (se) questiona. Define-me sobretudo o fascínio pela força que encerram as palavras. Desde sempre um incurável aspirante a jornalista, porque é no jornalismo que se alicerça a Democracia. É o valor da liberdade que me (co)move: e é exactamente por querer ser livre que quero ser jornalista.2 Artigos


Na esperança de mostrar às pessoas que não temos acesso a toda a informação, decidi transformar a minha paixão pela escrita numa profissão. Acredito que a forma como vemos o mundo está toldada sobretudo pelos interesses de minorias, ainda que nos façam crer o contrário. O desejo de mudar esta realidade foi um dos motivos pelos quais decidi perseguir o sonho de ser jornalista. Existe um enorme “backstage” por descobrir e eu pretendo revelá-lo, por mais utópico que este objetivo possa parecer.2 Artigos



Catarina Figueiredo de Jesus adora fotografia. Está actualmente a licenciar-se em ciências da comunicação na FCSH e ambiciona estar ligada ao mundo do marketing e publicidade. É apaixonada por moda e gostaria de ter uma carreira que lhe permitisse juntar tudo o que mais gosta, fotografia, moda e viagens.2 Artigos



Estuda Ciências da Comunicação na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Adora ler e escrever. Quer ser jornalista.2 Artigos


Matilde Ferreira encontra-se num lugar estranho entre a timidez e a tagarelice. Descobriu as primeiras estórias nos livros infantis que leu vezes sem conta e começou a escrever nos diários de menina. Aos 6 anos tropeçou na dança e conheceu as estórias contadas sem palavras, com música e movimento. Atualmente estuda Ciências da Comunicação. Continua a dançar nos palcos da vida, a ouvir e contar estórias, em diários um bocadinho menos secretos.2 Artigos